Castanha de caju benefícios e malefícios conheça agora

Uma porção de castanha de caju acompanhada daquela cervejinha, junto com uma boa quantidade de amêndoa. Quem nunca se imaginou em uma tarde dessas, tranquila?

Todos, certamente. A castanha de caju, aliás, é a companhia certa para esses momentos porque tem cara de ser um bom aperitivo. Mas, além disso, ela é um ótimo alimento.

Extraída do cajueiro, a castanha de caju faz parte da culinária brasileira e está inserida em todo tipo de receita. Doces, salgados, entradas ou pratos principais, é muito simples inserir essa oleaginosa tão versátil.

Você também é fã da castanha de caju? Está acostumado a consumir esse alimento de diferentes formas? Então acompanhe esse texto. Aqui vamos te contar alguns segredinhos sobre ela. Confira.

Castanha de caju torrada

Quando você se imaginou consumindo uma porção de castanha de caju como aperitivo, qual era o aspecto desse alimento? Assado, certamente. Ou melhor, torrado, acertei?

Sua resposta com toda a certeza foi sim, porque a castanha de caju torrada é a forma mais comum de consumir o produto, garantindo sua durabilidade e o transformando nessa opção versátil, que casa com todos os momentos.

Encontrada na opção natural ou salgada, a castanha de caju torrada possui as mesmas vitaminas e minerais que sua opção crua, com a vantagem de que seu consumo é seguro e ainda mais saboroso.

Para que você tenha uma ideia do que estamos falando, em uma porção de castanha de caju torrada contém, dentre outros, magnésio, fósforo e zinco, componentes essenciais para o bom funcionamento do organismo.

Castanha de caju caramelizada

Outra variedade que costuma fazer muito sucesso com os amantes dessa oleaginosa é a castanha de caju caramelizada. A casquinha crocante e o açúcar que a recobrem tornam esse aperitivo ainda mais delicioso.

No entanto, comer castanha de caju caramelizada pode ser bastante perigoso. Pelo menos para quem está fazendo dieta. Esse tipo de castanha contém muitas calorias. Algumas estão na própria castanha (um alimento calórico) e outra no açúcar utilizado para preparar o produto.

Por isso, quando for comer castanha de caju prefira a versão in natura, ou seja, torrada. Jamais aceite uma porção de castanha de caju crua.

Castanha de caju crua

A castanha de caju crua é um alimento extremamente perigoso. Como possui uma toxina, que existe naturalmente em sua composição, quando ingerida desta forma, a castanha provoca várias reações no corpo.

A mais comum é uma alergia de pele severa, que pode até mesmo evoluir para morte, caso uma pessoa sensível decida comer a castanha de caju crua.

Felizmente, a indústria realiza diversos processos para que a castanha esteja pronta para o consumo.

Farinha de castanha de caju

Agora, você sabia que a castanha é uma boa pedida também para quem está fazendo dieta, como a Low Carb ou outra que restrinja bastante o consumo de carboidratos?

Isso acontece porque a farinha de castanha de caju, produzida com o alimento torrado, tem poucas calorias e não contém carboidratos, podendo ser incorporada em todo o cardápio.

Além disso, a farinha de castanha de caju é um alimento muito saudável, que oferece uma boa quantidade de vitaminas e minerais ao corpo. Do mesmo jeito que sua versão “saída da fruta”.